[ X ]

Ainda não está registado?

Registe-se no novo site do CPS e termine mais rapidamente as suas encomendas, aceda à sua Coleção e, se já é Sócio, utilize as suas quotas! 

Registo

Login

Esqueci-me da password

Pinho Dinis

Cântico do Mondego

Disponível

Técnica: Serigrafia

Suporte: Papel Fabriano Art GF 300gr

Dimensão da Mancha: 18,5x26 cm

Dimensão do Suporte: 32x42 cm

Data: 2001

Nº de Exemplares: 200

Ref: AP010

PVP: €615

Sócios: €431 ou 10M

Álbum que integra três serigrafias de Pinho Dinis com poemas de Paulino Mota Tavares, Telo de Morais e Vasco da Costa. Edição numerada e assinada pelo artista.

Pinho Dinis

Outras obras disponíveis de Pinho Dinis

Nasceu em Coimbra no ano 1921, cidade onde faleceu em 2007.

Formou-se na Sociedade Nacional de Belas Artes, tendo como Mestre o pintor Domingos Rebelo; de seguida continuou os estudos no círculo artístico Mário Augusto.

Durante o ano de 1950 viajou para conhecer os principais museus de Espanha, França e Itália. Regressado ao país fixou-se em Coimbra, fazendo pesquisa de cerâmica na companhia do seu amigo Américo Dinis. Em 1954 mudou-se para o Porto, encaminhado por Luís Reis Santos e com o intuito de estudar ‘o fresco’ com o pintor Dórdio Gomes, na Escola de Belas Artes da cidade.

Entre 1957 e 1975 viveu no Brasil, mas viajando periodicamente à Europa com o desejo de contactar com os mais recentes movimentos da Arte Moderna. Expôs individualmente a partir de 1951, tendo a sua última exposição sido: “Desenhos e Guaches" na Galeria Minerva, Coimbra em 2005. Participou regularmente em mostras colectivas. Foi distinguido com diversos prémios, nomeadamente o prémio monetário do Salão Anual de Arte Moderna no Rio de Janeiro (1959), uma menção honrosa no Salão de Arte Moderna de Curitiba (1960), uma medalha de bronze no Salão Paulista de Arte Moderna (1961) e outra de prata no Salão Anual de Arte Moderna do Rio de Janeiro (1963). Em 2001 recebeu a medalha de Mérito Cultural da Câmara Municipal de Coimbra.

 

Ler Mais Ver Obra completa.