Sofia Areal

Sou Eu

7 de Abril de 2022 - 25 de Abril de 2022
CPS no CCB

“A obra de arte engrandece a banalidade da vida”

Sofia Areal

 

Dia 7 de abril, quinta-feira, às 16:30, tem lugar a inauguração da exposição «Sou Eu» da artista plástica Sofia Areal, na galeria do CPS - Centro Português de Serigrafia no CCB.

A exposição apresenta um emblemático conjunto de serigrafias que testemunham a estreita colaboração que a artista tem mantido com o CPS ao longo dos anos.

Artista multidisciplinar, Sofia Areal (n. 1960, Lisboa), caso singularíssimo nas artes portuguesas, tem vindo a desenvolver o seu trabalho em áreas tão distintas como a pintura, o desenho, a ilustração, o design gráfico, a cerâmica, a tapeçaria, a cenografia e a serigrafia. Tem um importante conjunto de obras editadas pelo Centro Português de Serigrafia representativas do seu génio inspirador, onde assume um gesto livre e espontâneo.

Sofia Areal opta frequentemente por intervencionar com pintura as suas serigrafias - o Atelier CPS transforma-se numa extensão do seu próprio Atelier - conferindo a cada exemplar da edição, o carácter de obra única.

 

Citando a crítica de arte Maria João Fernandes sobre as suas serigrafias, “O movimento rodopiante das formas, a sua metamorfose segundo os mecanismos ocultos da criação, um cromatismo muito vivo que privilegia as cores primárias, marcam a aventura solar das imagens de Sofia Areal. A forma tem como horizonte o infinito contido na exaltação das linhas e de um halo luminoso que visa a perfeição do círculo e se evade perpetuamente com a rebeldia e a paixão que liga o visível e o invisível. A sua gramática plástica está bem evidenciada nas suas criações para serigrafia que nos oferece verdadeiro “Sim” da arte às energias primordiais que presidem à vida e a devem inspirar.”

 

A exposição estará patente até dia 25 de abril, com entrada livre.

 

CPS no CCB
Centro Cultural de Belém
Praça do Império 1449-003 Lisboa
Tel. 213 162 175
E-mail: cpsccb@cps.pt
Horário: Todos os dias das 10h às 19h

Evento Facebook

 

 

 


Sofia Areal nasceu em Lisboa em 1960. Iniciou a sua formação em Inglaterra com os cursos de Textile Design e Foundation Course, do Hertsfordshire College of Art and Design, no Reino Unido e, em Lisboa, frequentou os ateliês de Gravura e Pintura do Ar.Co.

Artista multidisciplinar tem vindo a desenvolver trabalho em áreas tão diversas como a pintura, o desenho, a ilustração, o design gráfico, a cerâmica, a tapeçaria e a cenografia.

Do seu currículo fazem parte muitas exposições, entre as quais destacamos “SIM”, a exposição individual e antológica dos últimos dez anos do seu trabalho que teve como espaço de acolhimento a Cordoaria Nacional, no ano de 2011 e a exposição coletiva e itinerante “Quatro”, com Manuel Casimiro, Jorge Martins e Nikias Skapinakis. No ano de 2013 realiza a exposição "Inmóvil en la luz, pero danzante" na cidade do México com o apoio da Embaixada de Portugal e de Michelle Aizpuru, e tendo o patrocínio de diversas entidades portuguesas. Em 2021, na Fundação Carmona e Costa, a exposição “20 Anos para a frente, 20 Anos para trás”.

Personalidade de reconhecido mérito cultural, foi fotografada por Carmela Garcia, ao lado de outras ilustres artistas femininas, para “*13 Políptico”, exposição realizada em 2012, cujo objetivo foi a reinterpretação fotográfica dos famosos e enigmáticos Painéis de São Vicente de Fora. EM 2013 foi realizado um estudo sobre criatividade e sonhos pelo psiquiatra e pesquisador Allan Hobson materializado em livro e apresentado com exposição da artista no ISPA.

Sofia Areal está representada nas coleções do Banco Espírito Santo, Lisboa, Portugal; Caixa Nova da Galiza, Vigo, Espanha; Casa da Cerca — Centro de Arte Contemporânea, Almada; Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa; FEVAL, Cáceres; Fundação de Serralves, Porto; Fundação PLMJ, Lisboa; Museu de Arte Contemporânea do Funchal, Funchal, além de inúmeras coleções particulares.