Ana Zanatti
11 de Julho de 2021

Ana Zanatti

Ana Zanatti é atriz de teatro, cinema e televisão e foi, durante 26 anos, apresentadora da RTP. É também autora e coautora de canções, programas de rádio e televisão, documentários e séries, além de tradutora de peças de teatro. Tem onze livros publicados desde 2003, entre romances, ensaios e contos. Enquanto Guest Curator CPS, explica-nos o que esteve na base das suas escolhas.

  

Dar ao apreciador de arte a possibilidade de conviver diariamente com a obra dos artistas da sua eleição tem sido um dos méritos do CPS, que ao longo de 35 anos, vem divulgando o trabalho de artistas nacionais e internacionais, desde os mais consagrados aos novos criadores.
Eleger um conjunto de obras nesta imensidão pictórica e variedade de linguagens e estilos é um desafio a que respondo com dificuldade.

E por falar em desafios, começo pela Sofia Areal, ousada, desafiadora. Digo SIM à Sofia da mesma forma que ela o pintou, com convicção. Cruzeiro Seixas, impossível para mim não o escolher, difícil escolha entre tantas obras que me tocam, esta com um título particular: “Grupo conduzindo o Mar ao seu definitivo lugar”. Mário Vitória, meu querido amigo, que dedica com mestria a Cruzeiro Seixas “Olá Artur, sou eu, tu e nunca o mesmo fim de tarde”, Maria José Oliveira cuja obra acompanho há anos e me deixa sempre em contemplação “Conceito Espacial”, Gabriel Garcia com um universo mágico que sempre me atraiu, “O meu império fica num país distante”, Gracinda Candeias, amiga de longa data, uma artista com um percurso muito próprio e coerente (Série Primaveril), e porque quem está a dar os primeiros passos também merece um destaque, Inês Galvão com a obra dedicada a Amália, a sua primeira serigrafia, onde escrevi um pequeno texto.

Ana Zanatti