Serigrafia Solidária de João Fazenda
May 16, 2022

Serigrafia Solidária de João Fazenda

Cada compra é uma semente de ajuda humanitária. Faça parte desta iniciativa!

Assumindo um imperativo moral e social, o CPS editou uma serigrafia de João Fazenda com a finalidade de angariar fundos e contribuir de forma efetiva para ajudar o crescente número de vítimas da atual guerra na Ucrânia.

 

O artista associou-se a esta causa com uma serigrafia de esperança intitulada “Sementes” que destaca os girassóis, flor de grande simbolismo para o povo ucraniano e evoca a música como expressão universal de humanidade.

 

A venda dos 200 exemplares que completam a edição reverte a 100% para a Cruz Vermelha Portuguesa, instituição que está a trabalhar todos os dias no apoio às pessoas deslocadas.

 

"Sementes” é o título da serigrafia solidária de João Fazenda cujas vendas revertem a 100% para apoio às populações afetadas pelos conflitos na Ucrânia.

  

Segundo Ana Jorge, Presidente da Cruz Vermelha Portuguesa, “este é um momento crítico para a Europa, mas reconhecemos a imensa generosidade das pessoas que por todo o mundo se mobilizam para ajudar. A Cruz Vermelha da Ucrânia e países fronteiriços já apoiaram mais de 3 milhões de pessoas e em Portugal ultrapassámos as mais de 2 mil pessoas que, fugindo do seu país, procuram, aqui, um lugar seguro para viver. Água, abrigo, alimentação e segurança continuam a ser as necessidades mais prementes e os donativos monetários são a melhor forma de conseguirmos dar uma resposta efetiva e sustentada no tempo às populações afetadas por estes conflitos. Ao Centro Português de Serigrafia endereçamos o nosso profundo agradecimento por se juntar a esta causa, através da Serigrafia de João Fazenda. Reconhecemos que esta é uma nova forma de solidariedade, onde as pessoas apoiam os mais vulneráveis e usufruem da arte e da cultura que tão bem nos identifica”.

 

João Prates, Diretor do CPS acrescenta: “Perante a dramática angústia que constitui uma guerra, face à justa dignidade que constitui UMA VIDA, arrisco a ser utopicamente primário: por mim, não existiria uma única arma ao cimo da Terra. Pura ilusão à luz da qual uma guerra não pode ter vitoriosos. O triste momento que assistimos é uma dura realidade vivida por milhões de seres humanos, a merecerem a nossa solidariedade e alento.

No seu recorrente espírito fraterno, o CPS - Centro Português de Serigrafia promove esta iniciativa solidária, em parceria com a Cruz Vermelha, entidade exemplar na sua nobre atuação no terreno tendo já prestado auxílio a vários milhões de vítimas desta guerra. As receitas da serigrafia do notável artista João Fazenda, que se associou gentilmente a esta causa e concordou em apresentar um valor muito especial para aquisição da mesma, serão doadas integralmente à Cruz Vermelha Portuguesa.

A “Arte Liga-nos” foi a anterior ação solidária do CPS de ajuda aos efeitos da pandemia. Com esta nova obra de arte, o mote de aproximação é reafirmado, mas também o do respeito pelo outro, do diálogo, da ética e da paz. Que a serigrafia seja vista e usufruída como um sinal de liberdade e de todas as esperanças, num festivo e musical girassol, a flor nacional da Ucrânia, que João Fazenda tão bem soube traduzir.”

 

Cada serigrafia é numerada e assinada pelo autor e está disponível com um preço simbólico nas Galerias do CPS em Lisboa e na nossa loja online por 70€ PVP e 50€ para Sócios CPS.

 

Todas as receitas revertem para: