[ X ]

Ainda não está registado?

Registe-se no novo site do CPS e termine mais rapidamente as suas encomendas, aceda à sua Coleção e, se já é Sócio, utilize as suas quotas! 

Registo

Login

Esqueci-me da password

Ilya Kabakov

S/ Título

Esgotado

Técnica: Litografia intervencionada

Suporte: Papel Artesanal Hahnemühle

Dimensão da Mancha: 58 x 92 cm

Dimensão do Suporte: 70 x 100 cm

Data: 1992

Nº de Exemplares: 40

Ref: EX35208

Imagem, texto, humor e ironia destacam-se nesta chamativa litografia de 1992, colorida à mão pelo artista. O texto refere-se a um álbum para colorir que um pai oferece ao seu talentoso filho e o espanto da mãe ao descobrir, ocultas por baixo das belas borboletas, flores, folhas e barcos, as palavras proibidas de blasfémia.

 

Obra integrada na exposição “High Level” 

 

Ilya Kabakov

Outras obras disponíveis de Ilya Kabakov

O artista russo Ilya Kabakov, (n. 1933) que trabalhou em Moscovo de 1950 a 1980 e se radicou nos Estados Unidos da América, é um dos grandes nomes da arte conceptual.

Formou-se como artista gráfico e foi ilustrador de livros durante os anos 50 em Moscovo. Durante essa década iniciou a sua experimentação em formas abstratas e converteu-se numa figura importante no círculo de artistas e intelectuais dissidentes. Este grupo, crítico com o governo soviético e suas práticas repressivas, realizou uma variada produção artística que abarca desde a poesia às artes visuais e ao cinema.

Em 1988 Kabakov emigra para o Ocidente e instala-se em Paris, indo de seguida para Nova Iorque onde se radicou. Desde aí é premiado internacionalmente e as suas obras são exibidas por toda a Europa e Estados Unidos, com presença destacada na Documenta de Kassel, Bienal de Veneza, Whitney Biennial e Reina Sofía em Madrid.

A obra de Kabakov é marcada pela sua formação como artista gráfico e pela sua observação da vida dos cidadãos sob o regime comunista. Pertencentes à arte conceptual, as suas criações nascem da análise social e inserem-se no movimento activista que incita o espectador à reflexão e à tomada de posição.

As famosas instalações do autor são construções complexas, irónicas e com discurso satírico, com objectos, imagens e textos recriando ambientes deprimentes de vivências comunitárias, clínicas mentais, espaços de aulas e de trabalho. Falam tanto sobre as condições do pós-Rússia estalinista como sobre a condição humana universal.

Hoje Kabakov é reconhecido como o mais importante artista russo que surgiu no final do século 20. 

Ler Mais
Ver Obra completa.