[ X ]

Ainda não está registado?

Registe-se no novo site do CPS e termine mais rapidamente as suas encomendas, aceda à sua Coleção e, se já é Sócio, utilize as suas quotas! 

Registo

Login

Esqueci-me da password

Pedro Tudela

Óculos

Disponível

Técnica: Serigrafia

Suporte: Papel Fabriano D5 GF 210gr

Dimensão da Mancha: 23x32,2 cm

Dimensão do Suporte: 31x42 cm

Data: 1998

Nº de Exemplares: 200

Ref: AP004

PVP: €615

Sócios: €431 ou 10M

Álbum composto por quatro serigrafias de Pedro Tudela e textos de Pedro Proença. Edição numerada e assinada pelo artista.

Pedro Tudela

Outras obras disponíveis de Pedro Tudela

Nasceu em Viseu, em 1962. No ano de 1987, conclui a licenciatura em Pintura pela Escola Superior de Belas-Artes do Porto (ESBAP), como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, onde mais tarde viria a lecionar como professor assistente (desde o ano de 1999. Em 2003, presta provas de Aptidão Pedagógica e Capacidade Científica na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto onde conclui o Doutoramento em Arte e Design em 2011.

Expõe internacionalmente desde 1982 sendo que o seu corpo de trabalho é multifacetado, com diversas obras que se estendem desde a pintura, a instalação, a performance, até à música e à multimédia. Pedro Tudela tem vindo a desenvolver, desde os anos 1980, uma experimentação própria a nível plástico e sonoro. Foi autor e apresentador dos programas de rádio “escolhe um dedo” e “atmosfera reduzida” na xfm entre 1995 e 1996. 

Entre os anos de 1981 e 1987, enquanto aluno da [esbap], foi co-fundador do grupo missionário: organizou exposições nacionais e internacionais de pintura, arte postal e performance.

Em 1992, fundou o colectivo multimédia Mute Life Dept a propósito da exposição “Mute ... life”. No ano de 2003 , tornou-se um dos fundadores do selo de mídia Crónica.

No trabalho como Artista plástico foi representado pela Galeria Graça Brandão. Participa em diversas mostras, performances e feiras de arte internacionais, entre 1980 e 2010. É representado pela Kubikgallery desde 2011.

Expôs os seus trabalho em improtantes galerias nacionais como é o caso da Galeria Graça Brandão, em Lisboa e no Porto, AH Galeria de Arte Contemporânea, Viseu, Palácio de Galveis, Lisboa, Arte Trabalho Revolução, Porto, CAPC, Coimbra, Casa Municipal da Cultura, Museu da Pedra, Cantanhede, ”, Centro de Arte de S. João da Madeira, Galeria Canvas, Porto, Galeria ZDB, Lisboa, Museu Alberto Sampaio, Guimarães e na Kubikgallery, Porto.

Tem discos editados a solo, com o colectivo MLd e essencialmente com o colectivo @c, colaborou e participou em diversas compilações nacionais e estrangeiras.

Recebeu vários prémios de pintura e desenho e está representado em museus e colecções particulares como a Fundação de Serralves – Museu de Arte Contemporânea, no Porto , o Centro de Arte Moderna, Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, a Caixa Geral de Depósitos, Lisboa,  Museu de Arte Contemporânea do Funchal, Funchal, Banco Privado, Lisboa - Anacom, Lisboa, Portugal Telecom, Lisboa - BES. Lisboa, na Fundação PMLJ, Lisboa , Centro Cultural Vila Flor, Guimarães e no Centro de Arte Contemporânea Graça Morais, Bragança.

Em 1992, para a exposição “Mute ... life”, deu início ao colectivo multimédia Mute Life Dept.

Ler Mais
Ver Obra completa.