[ X ]

Ainda não está registado?

Registe-se no novo site do CPS e termine mais rapidamente as suas encomendas, aceda à sua Coleção e, se já é Sócio, utilize as suas quotas! 

Registo

Login

Esqueci-me da password

Eduardo Souto de Moura

S/ Título

Disponível

Técnica: Serigrafia

Suporte: Papel Fabriano Artístico Grão fino 300gr

Dimensão da Mancha: 63 x 47 cm

Dimensão do Suporte: 76 x 56 cm

Data: 2015

Nº de Exemplares: 150

Ref: S34941

PVP: €650

Sócios: €475 ou 50% dedutível em quotas

EDIÇÃO ESPECIAL CPS 30 ANOS

 

Edição especial realizada por ocasião da inauguração do novo espaço da Galeria Rui Alberto no Porto (representante do CPS) e no âmbito dos 30 anos do Centro Português de Serigrafia.

 

Nota crítica

Eduardo Souto de Moura

Outras obras disponíveis de Eduardo Souto de Moura

Nasceu no Porto em 1952.

Estudou Arquitectura na Escola Superior de Belas Artes do Porto e na Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto. No decurso da sua carreira estudantil colaborou no ateliê de Álvaro Siza Vieira entre 1974 e 1979. Em 1980 concluiu a Licenciatura e iniciou a atividade de arquiteto.

Ao longo dos anos 1980 e 1990 foi convidado a lecionar em diversas Faculdades e Escolas internacionais de Arquitetura, tais como: Faculdade de Arquitetura de Paris-Belleville (1988), Escolas de Arquitetura de Harvard e de Dublin (1989), ETH de Zurich (entre 1990 e 1991) e Escola de Arquitetura de Lausanne (Professor Convidado em 1994).

As suas obras encontram-se dispersas pelo país e estrangeiro. Destacam-se o Mercado Municipal e o Estádio Municipal de Braga (Estádio Axa), a Casa das Artes, a Casa do Cinema de Manoel de Oliveira e o Edifício Burgo, no Porto; a Ponte dell' Accademia, em Veneza (Itália), o Convento de Santa Maria do Bouro, em Amares, o edifício da Alfândega Nova (atual Museu dos Transportes e Comunicações/Centro de Congressos e Exposições); a antiga Cadeia da Relação (convertida no Centro Português de Fotografia), no Porto, e as intervenções territoriais na Faixa Marginal de Matosinhos, no Metro do Porto e na Praça do Município da Maia.

Em 2011, Souto de Moura tornou-se no segundo arquiteto português, depois de Siza Vieira (1992), a alcançar o Prémio Pritzker de Arquitetura, atribuído desde 1979 aos maiores nomes da Arquitetura mundial.

Ler Mais Ver Obra completa.