[ X ]

Ainda não está registado?

Registe-se no novo site do CPS e termine mais rapidamente as suas encomendas, aceda à sua Coleção e, se já é Sócio, utilize as suas quotas! 

Registo

Login

Esqueci-me da password

Arnulf Rainer

Áustria

Biografia

Pintor e gravador, o austríaco Arnulf Rainer (n.1929), influenciado pelo Surrealismo nos seus inícios, é um dos grandes expoentes da abstração e do informalismo contemporâneos.

Iniciou-se na obra gráfica em 1950, através da litografia e desde então já produziu mais de 500 obras em diversas técnicas, incluindo de forma mais predominante, ponta seca em aglomerados de densas linhas abstratas e gestuais. É também conhecido por impor tais marcas sobre autorretratos em fotogravura, arranhando a chapa de impressão de maneira aparentemente violenta, em auto-negação

As suas inquietações filosóficas levaram-no a questionar a racionalidade e a investigar questões como os sonhos, a loucura e o subconsciente. Co-fundou um movimento de influência surrealista nos anos 1950 chamado Hundsgruppe  junto com Ernst Fuchs, Arik Brauer e Josef Mikl.

Após 1954 o seu estilo evoluiu para a arte abstrata informal: a destruição de formas, máscaras e sobreposições de ilustrações e fotografias, dominam o seu trabalho. Esteve também ligado ao “Vienna Actionism”, que se caracterizou pela body art e pintura sob a influência de drogas, experiências artísticas em estado alterado de consciência, tema querido aos surrealistas.

Em 1978 recebeu o Grande Prémio Austríaco e nesse mesmo ano, assim como 1980, foi o representante da Áustria na Bienal de Veneza.

De 1981 a 1995 foi professor na Academia de Belas Artes de Viena - a mesma escola onde ele estivera e desistira dos seus estudos depois de apenas três dias, insatisfeito.

As suas obras têm sido vistas por todo o mundo, passando pelo MOMA em Nova Iorque, como pelo Pompidou em Paris. O culminar do seu trabalho apresenta-se no Arnulf Rainer Museum, aberto em Nova Iorque no ano 1993. O artista vive e trabalha em Viena e Vorbach.

Ler Mais Ler Menos